Milão Fashion Week: azul, turquesa e hortênsia

A poesia rompe com qualquer crise e debruça-se pela passarela. Giorgio Armani levou seu diário de sonetos para o desfile de sua grife. Que emoção! Ele exibiu versos pálidos, mas com aquela pegada suntuosa, digna de uma estirpe requintada. E sinalizou o conforto de sapatos mais baixos, além de cabelos atados, rosto de fora; afinal toda a beleza precisa ser exposta.

O amarelão, no refúgio do dourado, espreguiça ainda. Os rendados, agora significam recortados milimetricamente em impressoras de última geração. Todo mundo pode usar!!!

E o príncipe sorri, sorrindo, enquanto você bola a próxima produção para ressaltar ainda mais bonita, ok?

Então, respire fundo!! Espie abaixo! Agora, me diga se está de acordo com as novas piscadelas da primavera-verão para o ano que vem na Europa, mas óbvio: podemos e vamos usar tudo aqui, já.

COLE NAS REDES SOCIAIS DE ANA MARIA DE SOUSA:

blog: anamariadesousaoficial

ig: https: //www.instagram.com/anamariadesousaoficial

p: https: br.pinterest.com/aninhasousa9

e-mail: anamariadesousa27@yahoo.com.b

Armani: aí está a cartela romântica 2019-2020, com tons amigos do azul ao rosinha , mais babados, aplicações de rosas e vidrilhos, num vestido quase reto.
Armani: o cinza também apareceu em calças mais largas e volumosas. A capa chega até o chão, dando nova opção para festas. Repare nas ‘clutches’ [bolsas de mão].
Boss: alfaiataria num jogo pacífico e mais alongado. Perdeu-se a vibe das roupas sequinhas.
Fendi: e viva as estampas saudáveis, com transparências mil!
Agnona: olha o turquesa, com cintura marcada e ‘divando’ no bege.
Marco de Vincenzo: vazados, plissados e até os tingidos fizeram às pazes para a nova temporada.
Tods: a renda remonta o recorte tecnológico. O ‘zebrado’ respira e o duo de duas cores equidistantes, como aparece na simbiose da modelo à esquerda. Cinto de pano!
Versace: assimetrismo e a combinação de pink e abóbora como novo hit.
Versace: salopete e a volta das ombreiras, muito volumosas

Autor: Ana Maria de Sousa

Jornalista. Colunista de moda. Mestre pela FFLCH-USP. Doutoranda na PUC-SP, pesquisa sobre o vestiário de Nossa Senhora de Guadalupe em relação a cultura asteca e a história da arte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s